Sirecom Vale Europeu celebra êxito dos três primeiros meses do Projeto Ágape

O Sindicato dos Representantes Comerciais das cidades do Vale Europeu entrou em 2021 com um nobre objetivo. Paralelo às ações de representatividade da categoria profissional, assumiu desde março como mantenedor do Projeto Ágape, voltado para o atendimento de jovens e adultos autistas na preparação da vida adulta e mercado de trabalho e, agora em junho, celebra o êxito na ativação do projeto focando no aumento dos atendimentos. 


“O espectro autista tem diferentes níveis e há pessoas com este diagnóstico que podem levar uma vida funcional típica se forem estimuladas desde cedo” destaca o presidente do Sirecom Paulo Roberto Santos.

Valorizar a capacidade cognitiva daqueles autistas que possam ter independência no dia a dia, inclusive assumindo cargos estratégicos em empresas que realmente queiram aproveitar deste potencial, é um dos objetivos do Projeto Ágape, que foi lançado com conceito e dinâmica de atuação exclusivas e inovadoras no Brasil, pois além da capacitação do indivíduo, foca na cultura organizacional das empresas em saber receber e integrar os diferentes.

“Nós temos a intenção de sanar duas grandes necessidades: uma delas é tornar independente aquele autista que pode ser independente, mas que precisa inicialmente de preparo e orientação. A outra é apresentar para o mercado de trabalho alguém com o perfil potencial e benéfico, valorizando as oportunidades, ao contrário do que acontece hoje, apenas como cumprimento de cotas na grande maioria dos casos”, explica a coordenadora do Projeto Ágape Simone Gadotti.

De largada, já são nove atendimentos sendo realizados. Parece pouco, mas para o início já é motivo de celebração, pois só foi possível com o engajamento de empresas no projeto. A proposta é de realizar o atendimento de 30 pessoas por ciclo.

O Sirecom Vale Europeu é mantenedor do projeto, garantindo estrutura física, apoio administrativo e na captação de recursos. Os recursos que chegam através das cotas mensais de patrocínio garantem o investimento nos profissionais de fonoaudiologia e terapia ocupacional que são essenciais para o processo.

As empresas e entidades que já patrocinam o Projeto Ágape acreditam em como a independência pode transformar a vida de uma pessoa e se for uma pessoa autista, isto pode significar, além da independência, a dignidade enquanto cidadão. Viacredi, Olho, THP, Master Empreendimentos, Broering & Wachholz e a Sociedade Brasileira de Clínica Médica em Santa Catarina são algumas delas.

Para conhecer o Projeto Ágape e acompanhar as ações é possível seguir o @projetoagapeblumenau nas redes sociais. Empresas e entidades interessadas em apoiar como patrocinadoras podem fazer contato no telefone 47 3322 3294 e e-mail projetoagapeblumenau@gmail.com

Texto: Iuri Kindler – Assessoria de Comunicação


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *