Representantes Brasil - Sindicato dos Representantes de Blumenau e Região

Fecomercio SC

Sobre gripes e resfriados

Abertura padrão para o assunto: infecções respiratórias estão entre as enfermidades mais comuns, respondendo por metade ou mais das doenças agudas. São responsáveis por 30 a 50% de faltas ao trabalho e 60 a 80% de faltas à escola. Introdução feita, vamos esclarecer algumas denominações: gripe é gripe. Resfriado é resfriado. Parece ridículo, mas é a diferença entre o rio Amazonas e o rio Itajaí. Veja porquê.
Resfriado é comum e pode ser causado por mais de 200 vírus diferentes. Um adulto tem, em média, quatro episódios anuais. Crianças de menos de 6 anos têm uns sete episódios e menores de um ano, perto de dez. Começa com espirros, coriza, obstrução nasal, dor de cabeça, dor de garganta suportável, um pouco de tosse e mal-estar. Ocasionalmente febre, dificilmente maior que 38°C.

Resfriado é autolimitado, ou seja, se você tomar a canja da vovó, o último lançamento da farmácia ou não fizer absolutamente nada, o resultado é o mesmo: em sete dias vai estar curado. Se não melhorou nesse período, não é resfriado. Também não precisa radicalizar e sofrer durante uma semana. Nada vai apressar a cura, mas os sintomas podem ser amenizados. Nesse sentido, a canja ou o chá quentinho da vovó funcionam bem. Para dor na garganta, gargarejo com água e sal. Para febre, pouca roupa (não precisa passar frio) e banhos. Para o mal-estar, repouso. Há medicamentos que aliviam alguns sintomas específicos, mas têm efeitos colaterais. Se você não pode se dar ao luxo de repousar, fale com seu médico. Ele pode indicar um sintomático mais eficaz e seguro.

Já gripe é o que você não quer ter, de jeito nenhum. Gripe significa infecção pelo vírus influenza. A gripe espanhola, por exemplo, foi uma pandemia de influenza. Ocorre basicamente no inverno e é devastadora. Começa como uma explosão, agudamente, com febre alta (39°, 40°C), dor de cabeça e muito mal-estar. Seguem os sintomas de resfriado e a sensação de ter sido atropelado por um caminhão. É quase obrigatório ficar de cama, mesmo porque você não consegue fazer mais nada. Os três primeiros dias são muito ruins, depois a febre cede, o mal-estar diminui e, em uma semana, a maioria das pessoas está melhor. Indivíduos idosos tendem a ter quadros mais arrastados e complicados, sendo que nessa idade se concentram a maioria das internações e mortes pela doença.

Para o tratamento, valem as medidas gerais para o resfriado. Mas é difícil agüentar sem algo mais efetivo para a dor e a febre. No caso da gripe existem, além dos sintomáticos, remédios específicos para matar o vírus influenza, embora eles só sejam usados em casos especiais. O grande avanço é a vacina contra a gripe. E a vacina não dá gripe, chega dessa bobagem, por favor.

O problema é que o vírus tem múltiplas personalidades e, a cada ano, ele faz plásticas e fica um pouquinho diferente. Antes do inverno, identificam-se as formas circulantes do vírus e é produzida uma vacina específica para essas variantes. Se os vírus circulantes são muito parecidos com os usados para produzir a vacina, haverá uma boa proteção contra a gripe. A vacina não protege 100%, principalmente nos idosos. Mesmo assim, diminui a severidade da doença, as internações e os óbitos. Outro detalhe: ela não protege contra resfriados.

Gripes e resfriados são relativamente benignos e autolimitados. Entretanto, procure o médico se tiver febre de 39°C ou mais, febre baixa que vai e volta por mais de 3 dias, catarro verde-amarelo no nariz ou olhos, respiração difícil ou aparência de muito doente. No caso de dúvidas, procure o seu serviço de saúde.

Agora, uma decepção: xaropes para a tosse, no caso de gripes e resfriados, são inúteis e podem fazer mal. Esqueça-os. Parece que eles funcionam, mas é só porque a doença melhora sozinha. A tosse é uma defesa do organismo e não deve ser suprimida, com raras exceções. Em outros casos, deve-se investigar a causa da tosse e tratar a doença, não a tosse.

Para finalizar, velhas recomendações: lave as mãos e mantenha os ambientes arejados. Abra as janelas e deixe o sol entrar. Faz bem para o corpo e para a alma.

Daniela Colombo
Especialista em Medicina de Família e Comunidade
CRM-SC 8263
dncol@terra.com.br

Imprimir!  

Compartilhe/Guarde este conteúdo.O que é isso?

Indique este conteúdo 
 
 
 


Todos os direitos reservados © 2017 - 2018 | Sindicado dos Representantes de Blumenau e Região - Sirecom - (47) 3322-3294 | by softd